5 dicas para conciliar o trabalho com a vida acadêmica

 

por Heloísa Querino

Nos dias atuais, as oportunidades têm surgido para várias áreas; porém, os quesitos exigidos têm aumentado juntamente com elas, sendo necessário, por parte das pessoas, mais qualificação (estudos, cursos e graduações). Por outro lado, grande parte da juventude tem a necessidade de colaborar com o sustento em casa (estágio e trabalho) e nem sempre é fácil conciliar vida acadêmica com o trabalho. Por essa razão, selecionamos algumas dicas para te ajudar a lidar de forma menos cansativa e mais organizada com o dia-a-dia de muita correria.

 

  1. Crie uma rotina apropriada para cada trabalho.

Apesar da rotina instável, em que várias demandas surgem a todo tempo, algumas delas já são bem definidas no nosso dia a dia. Dessa forma, crie um cronograma para realização de cada atividade de acordo com as prioridades e com a disponibilidade. Se você tem mais disposição à noite, então separe um tempo para as atividades que precisam de mais criatividade, como um trabalho, seminário ou algo do tipo.

  1. Tenha uma margem para os imprevistos.

Assim que já tiver data de entrega de alguma tarefa, organize os horários e qual parte planeja fazer em cada dia. Procure colocar períodos espaçados, que servirão como prevenção em caso de imprevisto. E o mais importante, cumpra com o planejado.

  1. Crie lembretes.

Existem várias formas para lembrar-se de algo importante, dentre elas:

  • Despertadores no celular: assim que definir seus horários para as tarefas, programe o seu despertador para lembrar-se da atividade que está definida para aquele momento;
  • Quadro de lembretes: elabore um quadro no quarto ou em algum lugar visível na casa, onde você coloque o seu cronograma da semana, com as atividades, os respectivos horários e locais;
  • Papel de parede no PC ou celular: baixe APPs que te possibilitem colocar na página inicial do celular ou computador os lembretes, dessa forma vai ficar bem visível e não haverá risco de esquecer.
  1. Se divirta com o que faz.

As atividades desempenhadas na faculdade ou no trabalho trazem, de certa forma, uma responsabilidade que, na maioria das vezes, são recheadas de formalidade. É evidente que essa seriedade é necessária, mas quando acrescentamos uma pitada de alegria, com uma medida de diversão e mais uma colher de criatividade às tarefas, elas se tornam muito mais prazerosas e simples de executar. Sem tanta formalidade, a vida é muito curta para não aproveitar com alegria as responsabilidades da vida.

  1. Tenha um propósito

“Não, necessariamente, faça aquilo que você ama, mas ame aquilo que você faz.” Quando é necessário passar por momentos não tão agradáveis (aquele seminário, aquela entrega de relatório com os resultados encontrados, aquela prova da disciplina mais difícil), é natural voltar o olhar para aquela situação específica. Quando isso acontecer, procure pensar a posteriori, no resultado que esses processos trarão para o futuro (a sua formatura, sua estabilidade financeira, enfim, o objetivo principal).