O papel das Empresas Juniores nas Instituições de Ensino Superior

Por: Antônio Joaquim Bastos (Ex-membro)

Para entendermos o papel das Empresas Juniores (EJ’s) nas Instituições de Ensino Superior (IES) precisamos, em primeiro lugar, entender o que faz uma IES. Estas tem como pilar principal de sua atuação o ensino, ou seja, repassar conteúdo tratando da formação técnico cultural do indivíduo. No entanto, estas instituições, geralmente, não possuem os meios necessários para dar uma formação completa aos seus alunos. É neste momento que as EJs entram para dar suporte as IES. Adélia Pinheiro, nossa atual reitora, cita que: “É uma realidade ainda recente para a UESC e, portanto, em construção do melhor modelo de relacionamento.”

As Empresas Juniores exercem um papel muito importante na formação profissional dos alunos de uma Instituição de Ensino Superior, pois, é através dela que se coloca em prática os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula, além de exercitar a criatividade, a organização e a liderança nestes, que acabam incorporando hábitos, valores e procedimentos que os tipificam como gestores. Para a atual reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Adélia Pinheiro, “as empresas juniores ocupam importante espaço de formação complementar, exercício profissional supervisionado, estímulo ao empreendedorismo e aproximação ao mundo do trabalho durante a etapa de graduação de estudantes.”

A presença da IES na constituição de uma Empresa Júnior é de extrema importância, já que esta, normalmente, funciona nas dependências da Instituição, usufruindo da infraestrutura cedida pela mesma.  Além disso, é fundamental o contato com reitores, pró-reitores, chefes de departamento e professores com o objetivo de obter o apoio educacional, profissional e financeiro necessários ao bom funcionamento da empresa. As Instituições de Ensino Superior que contam com Empresas Juniores, além da possibilidade de oferecer uma oportunidade diferenciada de desenvolvimento para o aluno, são favorecidas pela divulgação que o trabalho da Empresa Júnior garante ao seu nome. É, também, um elo entre a instituição e a sociedade.

As Empresas Juniores trazem inúmeros benefícios ao corpo docente e discente de uma das Instituições de Ensino, já que estimulam a preparação e valorização profissional dos estudantes e professores no âmbito da própria instituição, bem como no mercado de trabalho. Proporcionam a seus membros condições necessárias à aplicação prática dos conhecimentos adquiridos em sala de aula. Os discentes se beneficiam da interação entre os membros da empresa e da troca de conhecimento e experiências para se desenvolverem pessoal, profissional e academicamente.

De acordo com Adélia Pinheiro,

“A experiência de participação em empresas juniores oportuniza ao docente o desenvolvimento da capacidade de orientação em demandas reais originadas no mercado de trabalho e de articulação do conhecimento de diferentes áreas. Destacamos ainda a contribuição para o acúmulo da experiência técnica profissional e relacional, além de proporcionar retroalimentação ao seu trabalho como professor em atividades curriculares obrigatórias.”

O empresário júnior deve estar atento às políticas adotadas pela IES a qual está filiado para poder traçar seu planejamento interno de maneira que consiga alcançar melhores resultados, além disso, faz-se necessário que estes estejam em sintonia com os colegiados e departamentos da sua área de atuação afim de estreitar o relacionamento obtendo assim um maior suporte por parte destes. Cabe a ele prestar a qualquer estudante que lhe solicite, informações e esclarecimento sobre os princípios que regem as EJs, como também o devido treinamento e transmissão dos princípios e conceitos a outros estudantes que se interessem em participar da Empresa.

O estudante membro de uma EJ deve se portar de forma ética e profissional frente aos colegas, professores, clientes e demais pessoas que se relacionem com a Empresa. O Empresário Júnior é aquele que se destaca no meio acadêmico, nem sempre pelo brilhantismo de suas notas, mas pela confiança e discernimento que adquire, passando a atuar como um líder no meio.

One thought on “O papel das Empresas Juniores nas Instituições de Ensino Superior

Comments are closed.