A importância do capital de giro para a saúde empresarial

Por: João Pedro França

Todas as empresas lutam diariamente para conseguir espaço no mercado, seja adotando estratégias de produção, de marketing ou até mesmo desenvolvendo uma nova tecnologia, porém, muitas das vezes a empresa se preocupa demais com o externo e esquece de olhar para o interno. Esse fator é uma das principais causas que fazem com que as MPE´s (Micro e Pequenas Empresas) tenham uma taxa média de mortalidade de 58% nos primeiros 5 anos de vida.

Dado esse cenário, que atitudes a empresa pode tomar para prevenir essa tragédia? Um dos primeiros passos é saber administrar o capital de giro. Este nada mais é do que os recursos necessários para que a empresa funcione em sua total capacidade diariamente, ou seja, girar. Esse processo é composto por três etapas: comprar insumos, produzir e vender.

E por que é tão importante administra-lo? Através do controle deste, a empresa consegue uma situação de segurança de uma maneira geral, pois a mesma sempre terá dinheiro disponível para cumprir suas obrigações, como salários e impostos. O capital de giro também ajuda a prevenir situações inesperadas, como uma baixa nas vendas.

Mas afinal, como administra-lo? Primeiramente é necessário fazer uma conta geral dos ativos circulantes (dinheiro em caixa, contas a receber, valor de estoque etc) e passivo circulante (contas a pagar, Parcelas de financiamentos, débitos em geral etc). Após a identificação desses dois grupos, deduz-se o passivo circulante do ativo circulante, o resultado é seu capital de giro.

Após o cálculo adequado, algumas medidas podem ser tomadas para otimizar esse recurso, como por exemplo: adiantamento dos recebimentos e atraso dos pagamentos, através dessa estratégia é possível aumentar as chances de dinheiro disponível na empresa. Criação de riquezas no longo prazo, apesar de ser um dinheiro necessário para o funcionamento da empresa, a acumulação demais deste pode causar ociosidade, então a melhor solução é aplicar uma parte em algum investimento que multiplique sua riqueza. Planejamento financeiro, identificação de custos que podem ser reduzidos, planejamento de gastos e monitoramento do fluxo de caixa são necessários para manter as finanças diárias da empresa.

Ao começar a prestar mais atenção nos detalhes que normalmente passam despercebidos, a empresa avança de forma formidável, fazendo com que a vida de sua empresa aumente de forma inevitável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *